Search

Como superar a depressão?

Data da última atualização: 03-Jun-2022

Medcare Hospital Sharjah

4 minutos lidos

Existem inúmeras razões possíveis para a depressão, incluindo vulnerabilidade genética, eventos de vida estressantes, medicamentos e problemas clínicos. Para as pessoas que sofrem de depressão, elas podem sentir que têm problemas pessoais mais profundos, podem experimentar sentimentos de culpa e desgraça que não podem simplesmente superar. Para superar essa questão psicológica, ela deve ser tratada de forma semelhante a qualquer outro problema médico.

Os sintomas da depressão podem incluir dificuldade para se concentrar, fadiga, sentimentos de culpa, inutilidade, sentimentos de pessimismo, insônia ou sono demais, irritabilidade e inquietação, perda de interesse em atividades, excesso de alimentação ou perda de apetite, dores de cabeça, problemas digestivos, sentimentos de 'vazio', pensamentos de suicídio ou automutilação.

Se você se sente deprimido, é melhor fazer algo a não ser. Além de receber ajuda profissional de um médico ou terapeuta, existem algumas dicas que podem fazer parte do seu plano de tratamento, tornando sua recuperação muito mais rápida, e poderiam prevenir a depressão.

Desafiando o Pensamento Negativo:

A depressão coloca um giro negativo em sua auto-percepção e suas premonições. Quando esses pensamentos pessimistas superam você, é importante lembrar que este é um sintoma de depressão e essas crenças irracionais, conhecidas como distorções cognitivas - não são precisas.

Nem sempre é fácil sair dessa mentalidade pessimista, especialmente se você apenas diz a si mesmo para apenas pensar em pensamentos positivos. O método para se sentir melhor é identificar esses pensamentos negativos que estão piorando sua depressão e substituí-los por avaliações mais lógicas: isso é chamado de Reestruturação Cognitiva. É o processo de identificação e desafio de pensamentos negativos e irracionais. Embora todos tenham algum tipo de distorção cognitiva, ter muitos pensamentos negativos estão ligados à depressão.

Alguns tipos de distorções cognitivas:

Tudo ou nada pensando – Não há nada no meio, nem tudo é preto ou branco.

Generalização excessiva – Generalizar a partir de um único encontro negativo e pensar que todo o resto na vida é igualmente desfavorável.

O filtro mental – Sempre ignorando os eventos positivos, e focando apenas nos incidentes negativos.

Diminuindo o positivo – Inventando razões pelas quais a positividade não conta.

Tirar conclusões precipitadas – Fazer interpretações negativas sem qualquer evidência genuína.

Raciocínio emocional – Acreditando que seus sentimentos refletem a realidade.

Rotulagem – Degradando-se com base em erros e deficiências percebidas

Em alguns casos, a familiaridade com uma distorção cognitiva pode ser suficiente para matá-la. Outras distorções cognitivas são mais profundamente arraigadas e requerem trabalho adicional. Este é o lugar onde os procedimentos de reestruturação cognitiva se mostram úteis.

Técnicas de reestruturação cognitiva:

Para as distorções cognitivas mais perseverantes, existem várias técnicas para ajudá-las a combatê-las. Com o tempo, as distorções cognitivas terão mudado e terão sido substituídas por pensamentos mais racionais.  Faça a si mesmo as seguintes perguntas sobre seus pensamentos:

  • Quão realistas são meus pensamentos?
  • Meus pensamentos são baseados em fatos ou apenas sentimentos?
  • Há alguma evidência para apoiar esses pensamentos?
  • Estou interpretando mal as evidências?
  • Sou vítima de "Tudo ou Nada Pensando"?
  • Meus pensamentos estão fora de hábito?  Há fatos para apoiar esses pensamentos?

Mudanças no estilo de vida que tratam a depressão:

Há mudanças no estilo de vida que você pode fazer para ajudá-lo a gerenciar sua depressão.  Essas estratégias podem ser utilizadas juntamente com a terapia para obter os melhores resultados.

Alimentação Saudável:

Comer bem é útil para o seu corpo e ajuda o seu humor em geral.

exercício:

O exercício aumenta a produção de antidepressivos naturais pelo corpo. O exercício reduz o estresse, melhora seu humor, aumenta a autoestima e regula seu sono.

dormir:

A fadiga por falta de sono pode aumentar os sintomas da depressão, por isso o sono é um fator importante para combater sua depressão. Seguir um cronograma de sono consistente torna a qualidade do sono melhor, bem como induz mais sono. Atividades como Meditação ou ouvir música relaxante antes de dormir são incentivadas.

Primeiras linhas de tratamento:

  • Terapia Cognitiva Comportamental (TCC): Foca em testar e mudar distorções cognitivas inúteis e práticas negativas.  Ajuda a melhorar a regulação emocional e trabalha no desenvolvimento de estratégias de enfrentamento pessoal para resolver problemas comuns usando técnicas e abordagens baseadas em evidências.
  • Terapia de Fala: O terapeuta pode ajudá-lo a identificar padrões de pensamentos ou comportamentos que contribuem para sua depressão.
  • Medicação: Medicamentos para depressão são muitas vezes uma parte comum do tratamento. Seu psiquiatra levará em consideração vários fatores antes de prescrever quaisquer medicamentos, como seus sintomas, possíveis efeitos colaterais, preocupações com a saúde e interações medicamentosas.

Exigir ajuda para a depressão não significa que você é fraco. Ocasionalmente, pensar negativamente que se pode experimentar durante a depressão pode fazer com que você se sinta uma causa perdida, mas a depressão pode ser tratada, fazendo com que você se sinta muito melhor! Para uma luta eficiente contra a depressão, é imperativo ter empatia por si mesmo e tomar medidas para vencer este estado, inclusive em busca de ajuda e mudanças de vida.

Artigos

Outros artigos