Search

Fatos da Epicantoplastia – Visão dos Médicos Especialistas

Data da última atualização: 16-Aug-2022

22 minutos lidos

1-Epicanthoplasty-1edcde02-eddc-4ef9-8757-a1f9b61ec025.jpg

Atualmente, você pode mudar muito sua aparência, seja por motivo funcional ou estético. Por exemplo, a rinoplastia, também conhecida como plástica do nariz, se tornou muito popular e de fácil execução. O paciente pode sair do hospital no mesmo dia da operação.

Da mesma forma, é possível aplicar este exemplo a muitas mudanças que podemos fazer para melhorar a nossa aparência.

Nosso vídeo de hoje é sobre um tipo de cirurgia plástica que se tornou muito famosa.

Embora possa parecer muito simples, essa cirurgia pode mudar totalmente o visual dos seus olhos.

 

Cirurgia de epicantoplastia

Então, para aqueles que nunca ouviram falar a respeito, o que é epicantoplastia?

Epicantoplastia é uma cirurgia ocular que modifica a dobra epicântica ou dobra mongólica. Tecnicamente é conhecida como epicantoplastia medial ou lateral, e tem como objetivo aumentar a parte interna dos olhos para que pareçam maiores.

 

Dobra epicântica

Uma marcante dobra epicântica (também conhecida como "dobra mongólica") significa que se forma uma prega sobre o olho e cobre o canto medial. Esta dobra pode esconder a atratividade das pálpebras e fazer os olhos parecerem menores e cansados. Esta operação é tipicamente realizada em pessoas de herança asiática, embora esteja disponível para qualquer homem ou mulher que deseja olhos maiores, mais brilhantes e alertas.

A cirurgia também é conhecida como "cirurgia de epicanto". É um procedimento estético realizado principalmente em países asiáticos. A dobra mongólica é uma das características mais marcantes nos países asiáticos.

A pele que protege o canto interno dos olhos tem certas desvantagens:

  1. O espaço entre os olhos parece grande. O que faz os olhos se sentirem desconfortáveis.
  2. Os olhos podem parecer menores
  3. A forma dos olhos parece indefinida

 

Dobra epicântica europeia

Uma dobra mongólica, que cobre a parte medial dos olhos e faz com que eles pareçam menores do que o restante das características faciais, está presente em cerca de três em cada cinco asiáticos. No caso de uma dobra mongólica, o resultado pode ter menos sucesso ou ser menos natural se for realizada apenas uma cirurgia de pálpebra dupla sem epicantoplastia.

Quando combinada com a epicantoplastia, a cirurgia das pálpebras pode resultar em um comprimento mais igual entre os olhos, bem como um olhar mais delicado e definido. No caso de pacientes asiáticos, o cirurgião deve ser cauteloso para não remover a dobra epicântica completamente. O paciente pode perder sua identidade asiática original se o fizer.

Em asiáticos com um visual mais rústico, grande parte da dobra epicântica pode ser eliminada, deixando apenas uma pequena porção. Isso resultará em uma aparência mais suave e aberta. Pacientes com características faciais redondas, por outro lado, devem manter uma pequena dobra epicântica após a cirurgia para contrastar os olhos mais agudos com outros aspectos mais suaves do rosto.

A epicantoplastia é um procedimento que inclui incisões extremamente pequenas nos cantos internos dos olhos para abordar as questões listadas acima. Como resultado surgem olhos maiores e mais visíveis. A Epicantoplastia é frequentemente combinada com cirurgia de pálpebra dupla para criar olhos significativamente mais visíveis, atraentes e com aparência natural.

A dobra mongólica é a pele das pálpebras superiores que cobre os cantos internos dos olhos. As pessoas geralmente realizam a epicantoplastia devido a problemas da pele que cobrem os cantos internos dos olhos, tais como:

  • Estranhamento no olhar pela distância entre os dois olhos que pode parecer muito grande.
  • Olhos que parecem menores do que são.
  • Dobras que dão aos olhos um olhar indefinido.

Resumindo, esta dobra cutânea pode prejudicar a beleza da pálpebra e dá ao olho uma aparência menor e mais cansada de perfil.

Embora a dobra epicântica, ou dobra mongólica possa estar associada às dobras das pálpebras superiores menos proeminentes, o que é chamado de "pálpebras únicas", estas são situações diferentes. Uma pessoa pode ter tanto uma pálpebra única quanto uma dobra epicântica, as duas, ou nenhuma delas.

A epicantoplastia não é apenas uma cirurgia estética, é procurada por homens e mulheres que têm dobras anormalmente grandes que impactam não só a aparência, mas também a fisiologia dos olhos, fazendo-os parecer maiores.

 

Quais são os benefícios da cirurgia para aumentar os olhos?

Então, quais são as vantagens desse procedimento? A epicantoplastia pode ser usada para:

  • Reduzir o espaço entre seus cantos internos, que faz com que seus olhos pareçam estar mais distantes (uma distância ideal entre o canto interno é uma proporção de 1:1)
  • Fazer seus olhos parecerem mais brilhantes e maiores expondo a parte medial deles.
  • Minimizar a parte medial das dobras dos olhos para reduzir as rugas e parecerem menos cansado.
  • Mudar o canto medial para o meio e para cima, a fim de fazer seus olhos parecerem menos inclinados.
  • A epicantoplastia também pode ajudar a melhorar a aparência geral do seu rosto, aliviando o cansaço.

 

A questão é, quem é elegível para uma epicantoplastia? Em outras palavras, quem deve ser submetido à epicantoplastia?

Epicantoplastia é originalmente um procedimento estético. No entanto, pode ser procurado por qualquer um que queira ter olhos mais largos do que sua fisiologia permite.

É a cirurgia ideal para paciente do sexo masculino ou feminino que:

  • Tenha uma saúde relativamente boas.
  • Tem olhos que estão anormalmente distantes um do outro levando a aparência desproporcional.
  • Deseja melhorar sua aparência geral, mantendo suas características étnicas.
  • Foi ou será submetido a uma cirurgia de pálpebra dupla para melhorar ainda mais seu visual a fim de ficar mais claro e bonito.
  • Tem um comprimento horizontal muito curto dos olhos.
  • Quer uma forma suave ou macia dos olhos.
  • Quer uma aparência maior dos olhos.
  • Tem olhos indefinidos que parecem muito próximos devido às dobras mongólicas.

Você precisará estar com boa saúde no geral para ser um candidato apropriado à epicantoplastia. Se você fuma, deve parar três semanas antes e por três semanas após a cirurgia. Isso porque fumar pode prejudicar a capacidade do seu corpo de se recuperar completamente.

 

A Epicantoplastia é procurada principalmente por pessoas que querem adotar um olhar maior, mais brilhante e alerta de seus olhos.

Contudo, a menos que as dobras epicânticas sejam um incômodo estético e anormalmente grandes, não é aconselhável se submeter a qualquer manipulação cirúrgica nesta área delicada.

Como sabemos, toda cirurgia tem suas complicações e riscos. Esse também é o caso da epicantoplastia. Beleza é dor, não é?

 

Epicantoplastia Medial

O canto do olho perto do nariz é o foco deste tratamento. Uma Epicantoplastia Medial modela e contorna o canto interno dos olhos, fazendo-os parecer mais longos e amendoados. É frequentemente feita em conjunto com blefaroplastia asiática para dar aos olhos um olhar mais redondo e claro.

 

Cantoplastia Lateral

Cantoplastia lateral é uma cirurgia nas pálpebras inferiores que tem como alvo os cantos externos dos olhos. Esta técnica amplia os cantos externos dos olhos, fazendo com que pareçam maiores e mais longos. Quando as incisões da cirurgia das pálpebras duplas são combinadas com uma Cantoplastia, a combinação melhora o contorno e o ângulo dos olhos.

 

Quão perigosa é a Epicantoplastia?

Primeiro, precisamos enfatizar o fato de que se a epicantoplastia for realizada por um cirurgião habilitado e experiente, será um procedimento completamente seguro, com altas taxas de sucesso e satisfação.

No entanto, assim como qualquer procedimento, alguns possíveis riscos e complicações podem surgir. Como candidato cirúrgico, você deve estar plenamente ciente e considerar os riscos, incluindo:

  • Alergias. O teste de pele é sempre realizado antes da cirurgia para eliminar quaisquer riscos; no entanto, algumas pessoas podem ser alérgicas a anestesia e suturas.
  • Má cicatrização. Algumas pessoas podem notar uma cicatriz após o procedimento por alguns meses, mas melhoram com o tempo. No entanto, atualmente a epicantoplastia é realizada através de certas técnicas com incisões ocultas para evitar cicatrizes visíveis.
  • Infecções. É uma complicação extremamente rara devido à infecção no local da incisão, no entanto, pode ser tratada facilmente por um antibiótico tópico ou oral.
  • Resultados insatisfatórios. Isso pode ser facilmente evitado ao se certificar que seu cirurgião é um profissional muito experiente.

Complicações pós-operatórias da epicantoplastia podem ser muito raras, no entanto, o procedimento em si pode ser desafiador porque o a dobra epicântica cobre o canal lacrimal e os canais de drenagem lacrimal. Este local entre o nariz e os olhos é altamente visível e este tecido pode ser prejudicado.

Qualquer pequeno erro pode interferir no sistema de drenagem das lágrimas de seus olhos, mas isso também é facilmente evitável.

 

A cirurgia pode ser revertida?

Na verdade, sim, pode ser revertida. Se o paciente não estiver satisfeito com os resultados, o cirurgião pode recriar a dobra mongólica puxando o tecido mole sobre as cicatrizes e, assim, restaurar a forma anterior do olho.

 

Alguns dos detalhes cirúrgicos.

Antes da cirurgia, seu cirurgião mostrará como seus olhos e aparência ficarão usando um design virtual personalizado.

A operação em si não vai demorar muito. Geralmente leva um mínimo de 30 minutos e um máximo de menos de 60 minutos.  Às vezes é feita apenas com anestesia local. Após a cirurgia, ficarão os pontos que serão removidos após cinco ou nove dias.

Você terá que acompanhar seu cirurgião duas vezes por semana para ter certeza de que está tudo bem e remover os pontos quando for a hora. Algumas pessoas podem ter medo de cicatrizes, mas elas podem ser minimizadas se as incisões forem feitas apenas quando necessário. Afinal, até mesmo cicatrizes leves desaparecerão ao longo de 6 meses.

 

Tempo de cura para blefaroplastia

O tempo de recuperação, difere de uma pessoa para outra de acordo com a qualidade da cicatrização da ferida. Contudo, a maioria das pessoas volta ao trabalho dentro de uma semana ou menos.

Mas e o reposicionamento do canto? O que é? E qual é a diferença em relação à epicantoplastia usual?

Se os olhos estão próximos, a epicantoplastia usual tornará os olhos muito mais juntos, o que, no final, dá resultados insatisfatórios.

No entanto, quando as incisões são minimizadas e a dobra epicântica é removida, isso é chamado de reposicionamento do canto dos olhos.

 

Agora você deve estar se perguntando, como é feito o procedimento?

Uma vez que você decidiu se submeter a uma epicantoplastia, uma avaliação pré-cirúrgica é feita primeiro para avaliar a característica da dobra epicântica.

Quando a avaliação for feita, seu cirurgião saberá exatamente o tipo de cirurgia que você precisa e o local onde as incisões serão feitas.

Existem dois tipos diferentes de epicantoplastia. Epicantoplastia medial e epicantoplastia lateral.

A epicantoplastia medial se concentra mais no canto interno dos olhos. Faz os olhos parecerem maiores e mais abertos. Também pode endireitar os olhos inclinados.

Métodos anteriores de epicantoplastia medial deixavam cicatrizes, mas agora existem novas técnicas com cicatrizes mínimas, por exemplo, o método "O reposicionamento da pele".

O método de reposicionamento da pele é muito simples de projetar e fácil de executar. Não cria tensão ou cicatrizes visíveis na região canto medial.

Quanto à epicantoplastia lateral, não se concentra apenas no canto interno dos olhos, mas também ajusta o canto externo dos olhos. Também remodela o epicanto lateral removendo a pele cobrindo o canto lateral.

É muito benéfica para olhos inclinados para cima, pois pode corrigi-los. Também pode alongar significativamente os olhos. Ela produz uma harmonia geral da aparência dos olhos.

Depois de decidir qual tipo de cirurgia combina com você, seu cirurgião marcará uma consulta para decidir a data da cirurgia.

A cirurgia começa com a aplicação da anestesia local.

Assim que a anestesia começar a funcionar, seu cirurgião fará as incisões pré-planejadas ao redor do canto medial ou lateral do olho. O cirurgião criará retalhos de pele para remodelar a estrutura da pálpebra interna e o excesso de pele será removido.

Na epicantoplastia lateral, quando a incisão é feita no canto externo do olho, os olhos se abrem e o cirurgião suturará as dobras abertas da pele.

Após a cirurgia, as pálpebras podem parecer inchadas e machucadas, mas voltarão ao normal e se curarão durante o período de recuperação.

 

Quão eficaz é a cirurgia de Epicantoplastia em olhos maiores?

Cada paciente tem anatomia ocular, dobra mongólica e forma ocular únicas. Essas distinções influenciam a técnica da epicantoplastia caso a caso. Como resultado, a melhor estratégia cirúrgica sob medida será determinada durante a consulta. Nossa clínica faz todos os esforços para obter os melhores resultados possíveis para cada paciente.

 

Quanto custa a blefaroplastia?

O preço da cirurgia de Epicantoplastia varia dependendo do plano de tratamento específico. A epicantoplastia é frequentemente acompanhada de outros procedimentos, de modo que o custo é frequentemente empacotado juntamente com cirurgia de pálpebra dupla ou blefaroplastia superior por envelhecimento. Um plano cirúrgico individualizado incluirá uma divisão de preços.

 

Epicantoplastia na Coreia

Epicantoplastia é um procedimento comum para pacientes que querem olhos maiores. Esta cirurgia também pode remover a dobra mongólica, que é comum entre coreanos e asiáticos. Como a pálpebra interna é uma das áreas mais sensíveis de seus olhos, a Epicantoplastia deve ser realizada com extrema cautela. A Epicantoplastia é frequentemente realizada em combinação com cirurgia de pálpebra dupla na Coreia do Sul para produzir uma aparência mais natural.

 

Para garantir que você tenha uma visão abrangente e entenda tudo sobre a Epicantoplastia, convidamos o Dr. Jae-Woo Park , que é um renomado cirurgião plástico de Seul na Coreia do Sul, para sanar quaisquer dúvidas que você possa ter a partir da visão de um especialista experiente.

Entrevista

Epicanthoplasty-5bdbcdd1-b762-4689-b150-a76a49bc0e92.jpg

1- Há alguma mudança entre as técnicas anteriores e atuais de epicantoplastia?

Epicantoplastia? A Epicantoplastia lida com a cirurgia interna da área ocular. Como muitos asiáticos tendem a ter uma área de olhos menos abertas, muitos procuram esse procedimento. Há a muito tempo diversas técnicas, mas a maioria foi baseada no reposicionamento do tecido sob a pálpebra. O que gerava muitos problemas com cicatrizes após a cirurgia. Muitos pacientes não gostavam do resultado devido às cicatrizes. Assim, muitos desejavam que ocorresse melhorias nesse procedimento, a fim de não sofrer com cicatrizes. Por isso, agora utilizamos uma técnica chamada reposicionamento (redraping), a fim de minimizar possíveis cicatrizes visíveis. Usando esta técnica, garantimos que elas não apareçam do lado de fora.

2- Qual tipo de epicantoplastia você faz principalmente na Coreia?

Na Coreia, a norma é usar a técnica de reposicionamento (redraping) da pele, que reduz as cicatrizes visíveis ao relaxar o tecido muscular na camada epicântica.

3- Você pode explicar brevemente a diferença entre as técnicas que você mencionou?

Sim, a questão fundamental é se a porção epicântica da pálpebra está aberta ou fechada. Em geral, os asiáticos as têm fechadas devido à presença de tecido muscular. Portanto, o objetivo é relaxar o músculo na porção epicântica. No entanto, no passado, o problema era... o objetivo no passado era alterar a pele (como estender ou cortar), mas hoje a técnica é relaxar a musculatura abaixo para alcançar a aparência desejada. O problema é o músculo por baixo, não a pele externa. Há muito tempo, os cirurgiões simplesmente cortavam a pele, o que gerava problemas como cicatrizes visíveis. No entanto, hoje, vemos isso como um problema de tecido muscular, e a pele fica natural quando os músculos inferiores são reorganizados.

4- Como você encontra a forma pálpebra perfeita para o seu cliente?

Quando os pacientes chegam, perguntamos que tipo de olhar eles querem. Entre aqueles que me visitam, há muitos asiáticos e muitos russos. Há algumas diferenças entre asiáticos e russos. Asiáticos como coreanos tendem a ter formas oculares ligeiramente fechadas, mas não o suficiente para prejudicar a visão. As áreas brancas do centro para a esquerda e para a direita são bem proporcionais. A parte branca próxima ao centro da face é proporcional em 1 e a parte branca para o lado é proporcional em 1,5x a da parte branca próxima ao centro da face. Se assim for, fica bom. Além disso, há uma pálpebra dupla leve de 6mm a 7mm. No mais, a pálpebra superior deve cobrir o centro dos olhos cerca de 1mm a 2mm, enquanto a parte inferior mal deve tocá-la. Preferimos esse tipo de olhos proporcionais. Portanto, a questão é quão longe ou próximo é a forma ocular atual, assim como alcançaremos essa forma ocular desejada é o que discutiríamos com o paciente em potencial.

5- Para qual tipo de pessoa não é adequada esta cirurgia?

Como discutido, a Epicantoplastia é adequada para aqueles com os olhos que tem apresentação fechada. No entanto, se o paciente já tem um olho aberto, o procedimento não pode ser feito, pois não há nada para abrir. Portanto, se o procedimento for feito nesses casos, os problemas se seguem. Os músculos devem ser relaxados apenas conforme necessário, pois se for feito de forma excessiva, ocorrem problemas que reverte o estado original. Portanto, deve-se abrir as camadas musculares conforme necessário para ter bons resultados.

6- Qual é a diferença entre epicantoplastia para clientes ocidentais e asiáticos?

Os ocidentais já têm uma pálpebra aberta, então não há necessidade de abrir ainda mais. No entanto, há alguns ocidentais que abrem parcialmente as pálpebras. As razões são duas. Um, alguns nascem assim, e outros se tornam assim à medida que envelhecem. À medida que envelhecem, a pálpebra inclina-se e fecha um pouco. Nesses casos, devemos abri-las um pouco. Além disso, pálpebras duplas pronunciadas, podem prejudicar a abertura, assim, nesses casos podemos abri-la um pouco mais.

7- Que tipo de forma de pálpebra os clientes asiáticos pedem principalmente?

Na maioria das vezes, dizem que é difícil abrir bem os olhos, mas eles não sabem o motivo. E "meus olhos parecem muito redondos" e desejam esticar para os lados, mas não muito. Esses tipos de pessoas tendem a ser submetidas a cirurgias. Portanto, podemos olhar para este caso em que ela só fez o procedimento na parte frontal, mas os olhos parecem mais largos agora.

Ela parece ter olhos mais largos agora.

Abri apenas 1mm, mas a mudança é visível. Os asiáticos preferem aberturas laterais alongadas. Entre os asiáticos, há muitos que têm muito tecido na área dos olhos com muita gordura nas pálpebras superiores. Nesses casos, precisamos abrir. No entanto, a situação de cada pessoa é diferente, de certa forma. Alguns têm pálpebras caídas, que podem ser fixadas abrindo os olhos de forma pronunciada. Nesta pessoa, os olhos são pequenos e arredondados. Ele pode ser consertado como nesta foto. Podemos mostrar possíveis fotos e chegar a um consenso com a paciente para seu olhar desejado. Essa pessoa, queria que as pálpebras dela fossem mais abertas atrás, assim.

8- O que é a dobra epicântica?

Quanto à dobra epicântica, no passado foi dito que os mongóis as tinham, mas na realidade, cerca de 70% dos asiáticos as têm. As dobras epicânticas podem obstruir a visão frontal. Isso se deve à existência de um músculo que conecta as pálpebras superior e inferior. Por que isso? Quando estávamos no ventre da mãe, elas deviam ter desparecido. Os ocidentais não as têm. No entanto, os asiáticos sim. É por isso que a dobra existe. Na cirurgia, precisamos cortar o músculo. Portanto, na cirurgia de dobra epicântica, cortamos o músculo que conecta as pálpebras superior e inferior.

9- O que é cantoplastia? É um método para fazer com Epicantoplastia?

Como eu disse antes, a proporção entre o lado frontal e o lado dos olhos precisa ser bem equilibrada. Para alcançar a proporção ideal, fazemos Epicantoplastia ou cantoplastia medial. Cantoplastia medial ou Epicantoplastia lida com cirurgia da área frontal, enquanto a cantoplastia lateral lida com cirurgia nas laterais dos olhos. Portanto, o resultado é primeiro, os ângulos mudam de inclinação para um visual mais uniforme. Há muitos asiáticos que não gostam de seus olhos inclinados, então para conseguir um olhar mais equilibrado, abrimos a área lateral para combinar com a área frontal. Portanto, para conseguir esse olhar, fazemos cantoplastia medial e cantoplastia lateral. O mesmo com este paciente, alcançamos o olhar desejado e equilibrado.

10- Como você resolve a diferença de objetivos estéticos seu e dos seus clientes?

Mesmo que eu sugira o que poderia ser bonito, o paciente tem na própria mente o que deseja. Alguns querem remover a dobra, outros querem preservá-la, e outros as querem paralelas. Alguns querem dobras finas, outros querem médias, e outros querem altas, enquanto alguns querem afuniladas, e alguns querem dobras paralelas. Isso porque todo mundo tem seu próprio visual ideal. Por isso, a preferência do paciente é importante. No entanto, alguns ficam bem em certos procedimentos e outros não. Portanto, é um processo consultivo pelo qual decidimos sobre qual procedimento seguir.

11- O que os médicos fariam para resolver pálpebras desequilibrada após a cirurgia?

Depois da cirurgia, muitos a fazem de novo por várias razões. Pode ser devido a várias cicatrizes, olhares desequilibrados etc. Nesses casos, devemos fazer a cirurgia novamente. No entanto, devemos saber exatamente por que o paciente quer se submeter à cirurgia de novo. Por exemplo, se olharmos para esta paciente, ela fez uma cirurgia antes, mas sua camada epicântica está intacta e os olhos não estão equilibrados, o que deve ser ajustado através de nova cirurgia para que a área frontal seja aberta, mas não muito. Feito isso, depois de um mês ela se parece com isso.

É importante saber as razões básicas. No caso dela, a abertura dos olhos estava totalmente comprometida antes. Ela tinha uma dobra frontal devido à gordura excessiva na camada das pálpebras externas, o que empurrava suas pálpebras duplas e as diminuía. Por isso, tiramos a gordura das pálpebras, depois reorganizamos as dobras, então levantamos os ângulos das pálpebras e chegamos a esse olhar.

Se olharmos para esta paciente, as pálpebras duplas que foram feitas antes desapareceram. No caso dela, cortamos as dobras epicânticas em ambos os lados e removemos a gordura da pálpebra superior e a fizemos ficar assim. Já se passaram seis meses desde a cirurgia.

Ela parece muito mais bonita.

Sendo assim, no passado nós simplesmente fazíamos uma pálpebra dupla. Agora nos concentramos em como fazer uma pálpebra dupla que se encaixa em um rosto único.

12- O que os médicos fariam para resolver cicatrizes de pálpebras duplas que ficaram evidentes após a cirurgia?

Sim, esse tipo de cicatriz é o que chamamos de "salsicha". Chamamos de salsicha quando a dobra é muito grande ou quando o tecido muscular logo abaixo da dobra foi removido excessivamente. Nesses casos precisamos remover a salsicha e fazer a cirurgia mais uma vez. É importante fazer a cirurgia com cuidado. Além disso, se as salsichas aparecerem, podemos removê-las e refazer a cirurgia.

13- Com que frequência os pacientes vêm até você ou vêm para a Coreia depois de uma primeira Epicantoplastia malsucedida?

A razão é que a cirurgia foi malfeita, possivelmente cortando menos do que o necessário ou foi cortado excessivamente. Se foi cortado mais do que o necessário, então deve ser fechado novamente. Há muitas razões pelas quais pode ter dado errado. Se foi cortado menos do que o necessário, então corte mais. Além disso, ao abrir a área, em vez de abordar a pele, deve-se intervir nos músculos abaixo. Se muito foi removido, então ele precisa ser fechado novamente. Portanto, dependendo dos problemas do paciente, podemos agir sobre eles. Procuramos cuidadosamente os erros e realizamos a próxima cirurgia.

14- É difícil refazer o trabalho de outros médicos?

Para os pacientes que vêm refazer suas cirurgias anteriores, é fundamental ver quais são os problemas. Por exemplo, alguns não podem abrir os olhos, e por quê? Cortaram muito os músculos necessários para abrir os olhos? Por outro lado, eles cortaram muito pouco? Os músculos cortados caíram? Talvez eles tenham nascido assim? Nós olhamos para toda a questão para resolvê-la. Por exemplo, neste caso, um paciente não pode abrir totalmente os olhos, o que é congênito.

Para essas pessoas, se elas vierem quando são jovens, podemos realizar a cirurgia e funciona bem. No entanto, se eles vierem já adultas, nós perguntamos o porquê que os olhos são diferentes. Já fez uma cirurgia que deu errado? Portanto, neste caso, podemos ver que a cirurgia pode ter sido feita de forma errada anteriormente. Nesses casos, temos que resolver os problemas. No caso dessa pessoa, ela já tinha problemas em abrir os olhos, mas à medida que envelhecia, piorava. Portanto, as questões dessas pessoas são todas diferentes. Assim, realizar cirurgias sabendo seus problemas únicos é a maneira certa de fazê-lo. Como muitos fazem isso por aparência, podemos dizer se os problemas serão resolvidos através da cirurgia.

15- Para quem você costuma fazer Epicantoplastia de uma forma não invasiva?

Não invasivo significa não usar ter corte cirúrgico. Como expliquei antes, são procedimentos cirúrgicos. Não é possível realizar uma cirurgia epicântica sem cortes.

16- E se o paciente quiser fazer cirurgia ocular a laser e epicantoplastia, o que você prefere que o cliente faça primeiro?

A cirurgia ocular a laser objetiva melhorar a visão. Existem muitos métodos para fazer cirurgia ocular a laser, mas muitos requerem seis meses de descanso depois. Assim, nesses casos, pedimos aos pacientes que façam a cirurgia ocular a laser primeiro, pois a recuperação pode ser prejudicada se fizermos cirurgia epicântica logo após a cirurgia ocular a laser. Além disso, pode ocorrer visão dupla ou visão turva, por isso pedimos primeiro para fazer a cirurgia ocular a laser antes da cirurgia epicântica.

17- Como são feitos levantamentos oculares ou levantamentos de sobrancelhas?

Os levantamentos oculares são feitos quando as sobrancelhas estão caindo. Se há queda, há muitos métodos de lifting. Por exemplo, podemos fazer uma incisão aqui e levantar tudo. Isto é para pessoas mais velhas com muitas rugas. Quando há sobrancelha muito caída e com muitas rugas, a cirurgia aberta pode ser melhor. Para aqueles que não têm muitas rugas, podemos empregar um endoscópio e levantar por dentro a área local. Porém, muitos pacientes não gostam dessa cirurgia. A razão é que a cirurgia não é tão pequena. Além do mais, após a cirurgia podem ocorrer alterações da sensibilidade. Assim, existem técnicas que simplesmente puxam as sobrancelhas ou cortam o tecido logo abaixo das sobrancelhas. Pessoas que têm olhos caídos podem se beneficiar desse procedimento. Nesta pessoa removemos a parte externa das sobrancelhas, pois essa parte é excessiva. Além disso, as cicatrizes são diminuídas extensivamente após um ano. Desse modo, esse tipo de cirurgia de sobrancelha é comum.

18- Quais são os efeitos colaterais?

Quanto aos efeitos colaterais da cantoplastia, como eu disse antes, acontece quando o resultado é um olhar muito aberto ou fechado. Se estiver muito aberto, fechamos. Se estiver muito fechado, abrimos. Se olharmos para este paciente, tentamos descobrir o que devemos fazer. Quando examinamos essa pessoa, vemos esta parte muito baixa. E como essa pessoa tem ambos os lados mais baixos do que o ideal, temos que levantar os dois lados deste olho para cima. Levantamos os dois lados, removemos o excesso de gordura e cortamos o excesso de pele.

19- Olhamos para a foto um mês depois o que você acha?

Parece uma pessoa diferente, certo? Devemos olhar para todos os problemas potenciais primeiro, em seguida, pensar em todos os caminhos. Dessa forma, podemos limitar as possibilidades de um resultado ruim. Se olharmos para essa pessoa, a área frontal é muito baixa, a área traseira é muito baixa, e no geral parece muito arredondada. Então, neste caso, precisamos cortar aqui, aqui e aqui – todas as três áreas. Se tentarmos resolver esse tipo de problema com apenas uma técnica como a Epicantoplastia, haverá problemas. Assim, de acordo com os problemas, precisamos das soluções certas. Dessa forma, limitamos o risco de efeitos colaterais.

 

Conclusão

A epicantoplastia é um procedimento de cirurgia estética popular na Ásia devido à presença comum de tecido muscular na camada epicântica, também chamada dobra mongólica. Até 70% dos asiáticos do Nordeste têm essa característica, assim como alguns ocidentais. Há muito tempo, os cirurgiões simplesmente cortavam a pele, o que causava problemas com cicatrizes visíveis. Mas hoje, vemos isso como um problema de tecido muscular, e a pele se acomoda naturalmente quando os músculos inferiores são rearranjados. Então, o conceito agora é diferente. No passado, o objetivo era alterar a pele (como estender ou cortar), mas hoje a técnica é relaxar os músculos abaixo para alcançar a aparência desejada, minimizando cicatrizes após o procedimento.

Em alguns casos, a cirurgia ocular epicântica não é apenas para fins estéticos, mas também por razões práticas. Alguns têm uma camada epicântica pronunciada que obstrui a visão. Nesses casos, a cirurgia oferece alívio para obstrução da visão.

Quando a cirurgia não é feita perfeitamente, pode haver cicatrizes chamadas de "salsicha". Chamamos de salsicha a dobra que é muito grande ou quando o tecido muscular logo abaixo da dobra foi removido excessivamente. Nesses casos precisamos remover a salsicha e fazer a cirurgia mais uma vez. Então, é importante fazer uma cirurgia habilmente. Se as salsichas aparecerem, podemos removê-las e refazer a cirurgia.

Países da Ásia, especialmente a Coreia do Sul, têm ampla experiência nesse tipo de cirurgia. Há muitos cirurgiões que são considerados especialistas e têm uma longa lista de espera. Através do CloudHospital, você pode reservar seus procedimentos de forma rápida.

Artigos

Outros artigos